"ESTE É O LUGAR ONDE SENTI MAIS MEDO, MAS TAMBÉM ONDE SENTI O MAIOR PRAZER A SURFAR. É, VERDADEIRAMENTE, UM LUGAR ONDE OS SONHOS SÃO REALIZADOS.”

“IT’S THE PLACE WHERE I’VE BEEN MOST SCARED BUT ALSO FULFILLED MY MOST ENJOYMENT IN SURFIN. TRULY A PLACE WHERE DREAMS ARE MADE.”

nome name
ANDREW COTTON

alcunha nickname
COTTY

instagram
@ANDREW_COTTY

Andrew é natural de Plymouth, pai de 2 filhos e cresceu em North Devon Coast (Reino Unido), onde começou a surfar aos sete anos de idade. Desde então, apanhar ondas e estar dentro, ou em redor, do oceano tem sido a sua vida. Depois de deixar a escola trabalhou numa fábrica de pranchas de surf local até aos vinte cinco anos. Depois exerceu a profissão de canalizador, mas com o  passar do tempo começou a perceber que sua verdadeira paixão estava no surf de ondas grandes. Inicialmente Andrew focou-se em ajudar a promover lugares de ondas grandes na Irlanda, mas mais recentemente voltou sua atenção para a Nazaré, Portugal. Seguiram-se numerosas entradas no Billabong XXL e passou a receber mais atenção em 2012 quando rebocou o surfista  americano Garrett McNamara para a maior onda surfada conforme ainda consta no livro de recordes do Guiness. Desde então,  Andrew conseguiu surfar uma série de ondas gigantes, algumas das quais geraram algum debate na imprensa que as considerou  maiores do que a onda recorde de Garrett.
Com a cobertura mediática, nacional e global, que se seguiu, pode dizerse que ele tem ajudado a alargar os limites do possível e contribuído para a afirmação da Grã-Bretanha no mapa do surf. O caminho não foi nada fácil, até porque North Devon não é  propriamente famosa pelas suas ondas grandes. Chegar até onde está hoje implicou fazer muitos sacrifícios, trabalhando duro  durante todo o verão, com o objetivo de perseguir ondas em toda a Europa no inverno, bem como passar o máximo de tempo  possível com sua esposa Katie e os dois filhos de ambos.

Andrew is a Plymouth born married father of 2 who grew up on the North Devon Coast (UK) where he started surfing at the age  of seven. Ever since then, catching waves and being in and around the ocean has been his life. When he left school he worked in a local surfboard factory until the age of twentyfive. He then re-trained as a plumber, but along the way began to realise that his  real passion lay in big wave surfing. Initially Andrew focussed on helping to pioneer big wave spots in Ireland, and more recently he turned his attention to Nazaré, Portugal. Numerous Billabong XXL entries followed and he came to wider attention in 2012  when he towed American surfer Garrett McNamara into what the Guinness Book of World Records confirmed as the biggest wave ever surfed. Since then Andrew has a number of indisputably big waves under his belt, one or two of which have caused debate in the  press as to whether they are even bigger than Garret’s record. With the national and global media coverage that followed, it might be said that he has been helping to push the boundaries as to what was thought possible and put Great Britain firmly on the surfing map. But it definitely hasn’t come easy, particularly as home in North Devon is not exactly famed for its big waves. So it’s meant making a lot of sacrifices to get to where he is today, working hard all summer in order to chase down waves all over Europe in the winter as well as spending as much time as possible with his wife Katie and their two children.

PRAIA DO

NORTE

PRAIA DA

VILA

PRAIA DO

SUL

PRAIA DO

SALGADO

pn-logo2x1