O australiano Jamie Mitchell é o vencedor do Nazaré Challenge 2016, evento da WSL que decorreu, esta segunda-feira, na Praia do Norte.
“É um sitio muito especial”, disse o surfista. O big rider expressou a sua admiração pela terra e pela população. Sobre o dia disse que “foi incrível, e desafiante”, com um “mar muito imprevisível, mas penso que alcancei um grande resultado usando o meu conhecimento sobre este mar”.
A Nazaré acolheu a primeira prova europeia de surf de ondas grandes. O Nazaré Challenge 2016, que se realizou pela primeira vez em Portugal, contou com os melhores surfistas mundiais de ondas grandes, cumprindo a missão da WSL juntar os melhores surfistas às melhores ondas.
O Nazaré Challenge foi um dos três eventos do Hemisfério Norte, substituindo Punta Galea Challenge no calendário, já que a prova basca passou a evento de qualificação.
Da classificação da etapa de hoje, Carlos Burle terminou em segundo lugar. O brasileiro disse-se “muito feliz e emocionado”, tendo dedicado o resultado à família.
Em terceiro lugar ficou o português João de Macedo. O surfista agradeceu a vinda da WSL e o espetáculo proporcionado pela Praia do Norte com “condições, que puxaram ao máximo pelos nossos limites.”
O brasileiro Pedro Calado terminou a prova em 4º lugar, e declarou: “estou muito feliz com esta experiência em Portugal. Este quarto lugar é muito importante para mim, no Ranking”.
Nic Lamb, que ficou em 5º lugar, expressou o seu fascínio pela “Nazaré e por esta onda”.
O 6º lugar foi atribuído ao português António Silva, que se manifestou “muito satisfeito por ter sido convidado a participar” e ter chegado ao fim entre os seis finalistas. “Foi a minha primeira etapa de sempre e foi uma final”.
O Presidente da Câmara Municipal, Walter Chicharro, declarou a sua grande felicidade pelo acolhimento acolhido de um evento internacional, de grande sucesso e sem problemas de segurança, assinalando o facto de todos os surfistas terem regressado a terra após as várias horas de competição.
“Cumpri um dos objetivos propostos. Ter uma grande competição internacional na Nazaré, preferencialmente, com a chancela da World Surf League (WSL), sempre foi um objetivo, pelo que é com uma enorme satisfação que alcançámos esse objetivo, ao recebermos a principal prova de ondas grandes e os melhores atletas do planeta, com organização conjunta da WSL e Câmara Municipal”.
O turismo associado às ondas e ao surf têm dado o seu forte contributo para a dinamização dos negócios locais ao longo de mais meses ao ano, e o autarca considera que “um evento desta natureza poderá alavancar ainda mais o crescimento da economia da totalidade do concelho”.

© S/M/L