A Surfer Wall, espaço museológico criado pela atual gestão da Câmara Municipal no Forte de S. Miguel Arcanjo como forma de homenagear e perpetuar todos os que se aventuram nas ondas grandes da Praia do Norte não para de crescer.
Toby Cunningham entregou, no passado dia 22 de fevereiro, uma das suas pranchas à Surfer Wall.
“É com muito gosto que recebemos, aqui, mais um grande amigo da Nazaré, que elegeu esta vila como a sua segunda casa”, disse Walter Chicharro, presidente da Câmara Municipal, enaltecendo a “forte amizade do surfista com a Nazaré”.
O atleta quis associar o seu nome ao local onde aprendeu a surfar as maiores ondas da sua vida, elegendo como meta para a próxima época “a segurança” e “melhorar a técnica para surfar estas ondas”.
Nuno Santos Violin também deixou a sua pranha e o violino naquela parede. É o segundo português a deixar a sua marca na Surfer Wall, o espaço museológico dedicado ao surf, criado no Forte de S. Miguel Arcanjo.
O Presidente da Câmara da Nazaré, Walter Chicharro, agradeceu a oferta de “um atleta passa uma boa parte do ano na Nazaré, a quem tem uma forte ligação”. “Se já é um grande desafio surfar ondas grandes na Praia do Norte, fazê-lo a tocar violino é, então, muito mais”.
O surfista, que conhece a Praia do Norte desde pequeno, explicou que “o violino é uma forma de se diferenciar num mundo muito exigente e competitivo. “É uma honra estar aqui representado. É importante que alguém de cá esteja também aqui representado”.
O surfista italiano, Alessandro Marcianò, juntou-se, também esta semana, aos atletas que deixaram a sua marca na Surfer Wall, espaço museológico instalado no Forte de S. Miguel Arcanjo.
A Praia do Norte tem sido uma inspiração para Alessandro, que já se tornou uma figura habitual na Nazaré e nas ondas grandes daquela praia. O surfista comparou a grandiosidade e o poder das ondas da Praia do Norte ao Coliseu de Roma, e os surfistas que as enfrentam como gladiadores da era moderna.
“Criou uma mensagem política forte sobre um local que se tornou incontornável para a carreira de qualquer big rider”, disse Alessandro, sobre a ação do Presidente da Câmara da Nazaré, Walter Chicharro, na promoção da marca Praia do Norte/Nazaré.
O autarca classificou Marcianò como “mais um grande amigo da Nazaré”, que deixa no espaço museológico dedicado aos que desafiam o mar da Nazaré a sua marca, através de uma das pranchas com que se “foi formando” enquanto surfista de ondas grandes, na Praia do Norte.
Joana Andrade também já está representada na Surfer Wall, no Forte de S. Miguel Arcanjo. “Temos mais uma atleta portuguesa aqui representada, um sinal de que os surfistas nacionais também se começam a afirmar nesta modalidade e a escolher a Praia do Norte como um dos seus locais de superação”, declarou Walter Chicharro.
A atleta declarou a sua admiração pela Praia do Norte. “Aprende-se muito. Aprende-se a lidar com o medo, um conhecimento que eu vou aplicar em tudo na vida”.
David Langer é o mais recente surfista a figurar na Surfer Wall, espaço museológico no Forte de S. Miguel Arcanjo.
“O David criou uma relação de grande proximidade com a Nazaré. Mostra a paixão que tem pela terra e pelo surf que aqui se pratica, ao mundo”, disse Walter Chicharro, Presidente da Câmara Municipal.
O surfista teceu rasgados elogios ao concelho e ao país. “Inspira-me Portugal e a Nazaré, que para mim é o coração de Portugal. Inspira-me o povo, a cultura e a gastronomia deste país”.
“Via sempre o “Surfers’ Hall of Fame”, que tinha perto de casa (Huntington), como uma coisa fantástica, mas agora temos este hall of fame na Nazaré, do qual faço parte a partir de hoje. É uma grande honra para mim”, disse Langer que elege a Nazaré como “a nova cidade do surf mundial. O futuro do nosso desporto passa por aqui”.